Encerrada consulta pública de projeto para construção de moradias no Cambuci

O Governo do Estado de SP abriu consulta pública até 9 de junho sobre o Projeto Casa Paulista, que construirá, por meio de uma PPP (parceria público-privada), mais de 20 mil moradias no centro da cidade de São Paulo. O plano criado pelo Instituto Urbem tem investimento estimado em R$ 4,6 bilhões, entre recursos da iniciativa privada, do Estado e da prefeitura de São Paulo.

Os empreendimentos serão destinados às famílias com renda bruta mensal de até 16 salários mínimos, sendo que mais da metade das unidades serão direcionadas a famílias com renda de até seis salários mínimos. A prioridade será para pessoas que trabalhem na região dos imóveis atendidos.

Os empreendimentos serão destinados às famílias com renda bruta mensal de até 16 salários mínimos, sendo que mais da metade das unidades serão direcionadas a famílias com renda de até seis salários mínimos. A prioridade será para pessoas que trabalhem na região dos imóveis atendidos.

Para evitar a especulação imobiliária, o governo deve divulgar os endereços dos terrenos escolhidos só quando for publicado o edital de licitação, previsto para o final do mês. O secretário estadual de Habitação, Sílvio Torres, afirmou que os imóveis serão construídos nos bairros da Sé, República, Bela Vista, Belém, Bom Retiro, Cambuci, Liberdade, Mooca, Pari, Santa Cecília e o entorno do bairro do Brás.

Segundo ele, o centro vai ser transformado em até seis anos. “O empreendimento não são só os ‘predinhos’. O empreendimento prevê equipamentos públicos, prevê transformações em vias públicas, em calçadas”, afirmou o secretário.

As sugestões puderam ser enviadas durante o mês junho pelo site do Casa Paulista. As áreas serão licitadas até o final deste ano e os imóveis no bairro do Cambuci deverão começar a ser entregues em 2015.

Fonte: PiniWeb




Deixe seu comentário